AUDIÇÃO

A audição se relaciona à capacidade de percepção e compreensão dos sons. O cérebro exerce uma função primordial nesse processo, pois são as complexas redes neuronais que permitem a decodificação do que ouvimos.



As pessoas afetadas pela perda auditiva muitas vezes têm dificuldade para reconhecer e aceitar isso. Na maioria dos casos, a perda auditiva se desenvolve gradualmente. Por isso, muitas vezes leva algum tempo até que os sintomas sejam identificados. Alguma das seguintes situações soa familiar para você?


  • Dificuldade para compreender conversas
  • Aumento considerável do volume de TV ou rádio
  • Aumento do volume da fala
  • Isolamento social.
  • Dificuldade para falar ao telefone
  • Perguntas frequentes como: “O que você falou?” “Não entendi o que você falou?”


Segundo estudos, pessoas com perda auditiva apresentam cinco vezes mais possibilidades de desenvolver demência do que ouvintes normais. Isso porque o deficiente auditivo acaba se isolando socialmente. No entanto, a partir da correta adaptação do aparelho auditivo, a pessoa pode voltar a participar de suas atividades diárias com maior confiança. Essa possibilidade certamente traz estímulos necessários para manter a atividade mental e promover a interação social.




O Tinnitus/zumbido é uma sensação de ruído individual, constante ou não, que causa muito incômodo ao paciente. Este, por sua vez, compreende que o barulho está dentro de sua cabeça. Contudo, essa sensação pode ser tratada, ampliando significativamente a qualidade de vida do indivíduo.Conheça nossa linha de aparelhos auditivos com gerador de som para tratamento de zumbido.



  • Exposição a sons de alta intensidade.
  • Perfuração do tímpano
  • Traumas cranianos
  • Otites médias de repetição
  • Doenças e infecções
  • Alguns medicamentos
  • Tumores
  • Fatores genéticos